Show simple item record

dc.contributor.advisorNão se aplica, Não se aplica
dc.contributor.authorBarbosa, Aurélio de Melo
dc.contributor.authorFernandes, Rosângela Mathias
dc.contributor.editorNão se aplica, Não se aplica
dc.date.accessioned2021-07-08T18:52:04Z
dc.date.available2021-07-08T18:52:04Z
dc.date.issued2020
dc.identifier.citationBARBOSA, Aurélio de Melo; FERNANDES, Rosângela Mathias. Eficácia e segurança do ácido zoledrônico comparado aos bifosfonados orais para prevenção de fraturas na osteoporose: Revisão rápida de evidências. Revista Científica da Escola de Saúde de Goiás "Cândido Santiago". v. 6, n. 2. Goiânia: SES-GO, 2020pt_BR
dc.identifier.issn2447-3405
dc.identifier.urihttp://repositorio.saude.go.gov.br/xmlui/handle/123456789/60
dc.description.abstractTecnologia: Ácido zoledrônico e bifosfonados orais (alendronato e risedronato de sódio). Indicação: Prevenção de fraturas em pessoas com osteoporose. Pergunta: Em pessoas com osteoporose, o ácido zoledrônico é mais eficaz e seguro que os bifosfonados orais para prevenção de fraturas e outros desfechos de interesse? Métodos: Levantamento bibliográfico foi realizado nas bases eletrônicas Pubmed e BVS usando estratégias de buscas predefinidas. Foi feita avaliação da qualidade metodológica das revisões sistemáticas com a ferramenta Assessing the Methodological Quality of Systematic Reviews (AMSTAR). Resultados: Foram selecionadas e incluídas 5 revisões sistemáticas. Conclusão: O ácido zoledrônico é similar aos bifosfonados orais para prevenir fraturas em mulheres com osteoporose. Seu efeito sobre a densidade mineral óssea femoral é similar ao do alendronato e superior ao do risedronato. Um tratamento por 3 anos com ácido zoledrônico ou por 5 anos com alendronato de sódio é suficiente para prevenir fraturas vertebrais e não vertebrais. Bifosfonados têm similar risco de eventos adversos que o placebo, incluindo transtornos cardiovasculares e taxa de abandono do tratamento devido a distúrbios gastrointestinais. O ácido zoledrônico tem maior incidência de sintomas influenza-like que o placebo. O ácido zoledrônico não provoca eventos adversos do tipo esofágicos, gastrointestinais sérios ou do trato gastrointestinal superior, mas tem maior risco de náuseas, que pode estar relacionada à infusão intravenosa de grandes doses.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectFraturas por Osteoporose/prevenção & controle. Ácido Zoledrônico. Difosfonatos. Estudo Comparativo. Revisão Sistemática.pt_BR
dc.titleEficácia e segurança do ácido zoledrônico comparado aos bifosfonados orais para prevenção de fraturas na osteoporose: revisão rápida de evidências.pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.contributor.coadvisorNão se aplica, Não se aplica
dc.contributor.courseNão se aplicapt_BR
dc.description.abstractinenglishTechnology: Zoledronic acid and oral bisphosphonates. Indication: Prevention of osteoporotic fractures. Question: In people with osteoporosis, is zoledronic acid more effective and safer than oral bisphosphonates for preventing fractures and other outcomes? Methods: Bibliographic search was performed on PUBMED and BVS, using predefined search strategies. Evaluation of the methodological quality of systematic reviews was done by the Assessing the Methodological Quality of Systematic Reviews (AMSTAR) tool. Results: 5 systematic reviews were selected and included. Conclusion: Zoledronic acid is similar to bisphosphonates for preventing fractures in women with osteoporosis and his effect on femoral bone mineral density is similar to that of alendronate and superior to risedronate. A 3 years treatment with zoledronic acid or for 5 years with sodium alendronate is sufficient to prevent vertebral and non-vertebral fractures. Bisphosphonates have a similar risk of adverse events than placebo, including cardiovascular disorders and risk of attrition due to gastrointestinal events. Zoledronic acid has a higher incidence of influenza-like symptoms (myalgia and arthralgia) than placebo, limited to the first dose and lasting a few days. Zoledronic acid does not cause esophageal, serious gastrointestinal or upper gastrointestinal tract adverse events, but has a higher risk of nausea, which can be caused by large doses of intravenous infusion.pt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record